Notícias
xmanequins-palestinos-320x179.jpg.pagespeed.ic.Fwh3ouzMcK
Manequins armados instigam ódio de palestinos contra judeus

A mídia constantemente dá voz aos palestinos e condena a brutalidade dos israelenses. Episódios recentes mostram que um soldado israelense foi esfaqueado por uma palestina de 22 anos. Para se defender, deu dois tiros e a matou. No mundo todo a manchete dizia que uma mulher fora morta por um soldado. O vídeo circula nas redes sociais (https://youtu.be/MJr7LZrYRcA) mostrando o que de fato aconteceu.

De modo semelhante, líderes palestinos insistem que seu povo seria vítima de uma ocupação que os oprime e lhes tira a liberdade. Convenientemente, esquecem que Israel é o único país democrático do Oriente Médio, com eleições livres. Recentemente, um vídeo publicado nas redes sociais exibiu um aspecto pouco comentado sobre a vida na Faixa de Gaza. Existe uma loja de roupas na cidade de Gaza chamado “Hitler 2” que colocou ao ar livre manequins com facas amarradas a suas mãos.

Essa seria uma homenagem e um incentivo ao que atacaram israelenses na chamada “intifadas das facas”. Os manequins usam máscaras que escondem o rosto, os lenços koufeyeh característicos do Hamas, e seguram bandeiras palestinas. As imagens feitas em frente à loja estão sendo compartilhadas constantemente no Facebook.

Manequins incitam ainda mais a “Intifada das Facas”

Existe uma versão do vídeo que mostra as declarações de Hijaz Abu Shanab, um cliente de 20 anos de idade. Ele explica que gosta do nome da loja (Hitler), por que ele foi a pessoa mais antijudaica da história. Depois, afirma que os judeus tomaram a terra e deixaram os palestinos sem nada. Sendo assim, “o melhor para nós agora é lutar e morrer”.

O vídeo mostra que os palestinos podem comprar nessa e nas outras lojas da cidade qualquer marca que desejarem, inclusive as famosas grifes dos EUA, chamados por eles de “Grande Satã”. Se denunciadas no Facebook, as postagens não são retiradas do ar, por que, segundo a rede social, não são “discurso de ódio”.

Fonte: IB Times/Gospel Prime
Adaptação: Milton Alves

Sem comentários
Deixe um comentário
Protected with SiteGuarding.com Antivirus