Cada Dia

26 de Junho de 2016

O CHORO PODE DURAR UMA NOITE


“Porque não passa de um momento a sua ira... Ao anoitecer, pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã”
Sl 30.5


Ninguém passou pela vida sem conhecer o sabor das lágrimas. O homem nasce chorando, caminha com o rosto banhado de lágrimas e desce à sepultura cercado de pranto. O choro parece ser o cálice de cada dia. Choramos por nós e pela família. Choramos pelos amigos e também por causa dos inimigos. Choramos pelas fraquezas, pelos pecados, pelos sonhos frustrados e pelas enfermidades não curadas. Choramos pelas tensões da vida e pelo medo da morte.

A noite do choro parece longa e tenebrosa. O choro teima em segurar-nos com garras pontiagudas. O choro, porém, não vai durar para sempre. O choro pode durar uma noite inteira, mas a alegria vem pela manhã. O nosso Deus enxugará dos nossos olhos toda lágrima. Caminhamos para a cidade santa, a nova Jerusalém, onde não haverá tristeza nem dor. Enquanto caminhamos para lá, Jesus, o nosso consolador, é aquele que diante dos dramas da nossa vida, diz-nos com autoridade: “Não chores!”.

O Espírito Santo nos foi dado, como consolador, e ele não apenas está conosco; ele está em nós. Ele sara as nossas feridas, alivia a dor e enxuga as lágrimas. Agora, certamente há pranto e dor; mas, depois, desfrutaremos de um gozo eterno que nunca findará.

Referência para leitura: Salmos 30.1-5


Protected with SiteGuarding.com Antivirus